Participe de votação para ajudar três projetos da UPE a conseguir recursos de emendas parlamentares

 

Três projetos da Universidade de Pernambuco concorrem a recursos públicos provenientes de emendas parlamentares em processo de escolha pública.

A votação ocorre até o sábado (13) e é preciso atingir a marca de mil cliques para ter mais chances de assegurar as verbas. Os resultados serão divulgados no dia 15.

A iniciativa é do deputado federal Túlio Gadelha (PDT-PE), que pretende distribuir os R$ 16 milhões da sua cota às propostas mais votadas.

A comunidade acadêmica da UPE pode participar utilizando um e-mail válido para confirmar a escolha. O site oficial é https://tuliogadelha.com/.

Entre os mais de 180 projetos inscritos e que foram aprovados em análise técnica, a Universidade de Pernambuco tem três propostas que concorrem em faixas diferentes: até R$ 150 mil, até R$ 500 mil e até R$ 1,5 milhão.

Criamos um link específico para cada projeto da UPE. Confira as descrições e vote. Sua participação é importante para fazer a universidade mais presente em todo o estado e para todas as pessoas.

CONFIRA OS PROJETOS

* Pobreza em números e gente: vigilância socioassistencial na Mata Sul (até R$ 150 mil)

Objetivo: A importância social deste estudo responde as necessidades dos órgãos públicos no que diz respeito à identificação de dados sólidos que consigam mapear a realidade da pobreza garantindo dados consistentes a partir de uma ferramenta gratuita e que poderá ser replicada a partir deste contexto de experiência piloto nos municípios selecionados da Mata Sul pernambucana. Os dados referentes à pobreza e extrema pobreza do estado de Pernambuco em 38%, de acordo com os dados do cadastro único da Vigilância Socioassistencial e sua inconsistência entre a população rural e urbana, poderão ser corrigidos mediante um instrumento tecnológico e com um referencial metodológico que favoreça um mapeamento mais completo.

Público-alvo: Moradores da Zona da Mata Sul de Pernambuco, beneficiários do bolsa família, auxílio emergencial, trabalhadores informais.

Link: bit.ly/pobrezape

* Museu Digital de História Ambiental e Comunidades Tradicionais do Rio Opará (até R$ 500 mil)

Objetivo: Criar caminhos necessários para que o Rio São Francisco seja reconhecido e registrado na Unesco como Patrimônio Mundial Natural no Brasil. Para tanto se propõe a criação de um Museu Digital sobre a história, memória documental manuscrita, impressa e oral do ambiente natural rico e complexo, nos aspectos da biodiversidade e das riquezas étnicas do grande Rio Opará (São Francisco).

Público-alvo: Comunidades tradicionais indígenas e quilombolas, estudantes das escolas públicas de Pernambuco, especialmente os que são banhados pelo Rio São Francisco. Sociedade pernambucana em geral, que serão beneficiados com um rico Museu Virtual sobre a história ambiental e etnohistórica do Rio São Francisco.

Link: bit.ly/museupe

* Aquisição de mamógrafo com estereografia para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (até R$ 1,5 milhão)

Objetivo: Aquisição de um mamógrafo com estereografia para a Unidade Hospitalar Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC/UPE). A posse do referido equipamento permitirá maior segurança no pré-operatório de pacientes a serem submetidos aos procedimentos de cirurgia para retirada de nódulos e/ou mastectomia e realização de biópsias em lesões mamárias.

Público-alvo: Pacientes de todas as regiões do estado de Pernambuco, vindo em busca dos referidos procedimentos e atendimento em diversas áreas de saúde, principalmente na área de mastectomia.

Link: bit.ly/emenda2021

Comissão Própria de Avaliação da UPE convida comunidade acadêmica a preencher formulário até 25 de novembro

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Universidade de Pernambuco alerta que termina no dia 25 de novembro o prazo para o envio dos formulários que devem ser preenchidos por toda a comunidade acadêmica para análise do plano institucional da UPE.
 
Devem participar alunos (graduação e pós-graduação), egressos (graduação e pós-graduação), professores (efetivos e temporários) e servidores de todos os níveis de ensino (efetivos, terceirizados e estagiários).
 
O link do formulário é: https://forms.gle/KDAVAMk29xQQYSFN9.
 
O tempo previsto de preenchimento é de apenas dez minutos. São somente duas páginas, uma com perguntas gerais e outra com perguntas mais específicas.
As respostas são anônimas. O mais importante é que o resultado retrate a visão da comunidade acadêmica.
 
Neste ano, os pontos de avaliação são: "Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional"; "Política de Pessoal" e "Políticas de Ensino, Pesquisa e Extensão".
Maiores esclarecimentos podem ser obtidos através de mensagem para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Os relatórios dos anos anteriores estão disponíveis no site www.upe.br/cpa.

Evento com especialistas do Procape antecipa debate sobre saúde digital, tema do VI Simpósio do Complexo Hospitalar da Universidade de Pernambuco

Programado para abril de 2022, o VI Simpósio do Complexo Hospitalar da Universidade de Pernambuco terá uma pré-estreia nesta quinta-feira (11) com um debate virtual sobre os desafios e oportunidades da saúde digital, o tema principal do evento.

Com transmissão pelo YouTube (bit.ly/3w9CTI0), as professoras Simone Muniz e Sandra Vespasiano, que integram o Complexo Hospitalar da UPE como profissionais do Pronto-socorro Cardiológico de Pernambuco, serão as palestrantes convidadas. O evento terá a coordenação e moderação da doutora Isly Lucena, também ligada ao Procape.

O "primeiro pré-simpósio" terá duração prevista de uma hora e meia, começando às 11h. O objetivo é abordar o tema que é considerado um dos grandes desafios vividos pelos profissionais de saúde nestes tempos de pandemia.

A própria data de realização do VI Simpósio do Complexo Hospitalar da UPE teve que ser postergada para o próximo ano em virtude do impacto da Covid-19.

O VI Simpósio acontecerá nos dias 6 a 9 de abril de 2022, em formato híbrido (presencial e virtual).

Os trabalhos científicos devem ser enviados para avaliação até 15 de fevereiro de 2022. O edital e as instruções para submissão estão disponíveis no site http://www.simposioch.upe.br/.

O evento é voltado para os servidores técnico–administrativos, docentes e discentes do Complexo Hospitalar e de toda a UPE, mas também é aberto ao público externo em geral.

Os temas abordados e que serão publicados posteriormente nos anais do evento envolvem as áreas da Saúde, Enfermagem, Saúde Coletiva, Medicina, Odontologia, Farmácia, Nutrição, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Educação Física, Ciências Biológicas, Biomedicina e Educação em Saúde.

Pediatras da UPE são homenageadas em congresso brasileiro

As pediatras e professoras da Universidade de Pernambuco (UPE) Ângela Rocha e Analíria Pimentel foram homenageadas durante a abertura, na última quinta-feira (04.11), do 21º Congresso Brasileiro de Infectologia Pediátrica realizado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). O evento foi totalmente online.

A homenagem foi em reconhecimento ao trabalho prestado e a contribuição das duas docentes para o desenvolvimento da infectologia pediátrica brasileira. A edição 2021 do evento focou em temas pertinentes à infectologia pediátrica, incluindo o enfrentamento da pandemia de COVID-19 e as atualizações sobre imunização.

Saiba mais sobre as homenageadas:

Ângela Rocha é professora adjunta e regente da disciplina de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco. Além de ser Coordenadora do Setor de Doenças Infecciosas e Parasitárias Infantil do Hospital Universitário Oswaldo Cruz e do Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE). 

Leia mais...

Reportagem da TV Pernambuco destaca participação da UPE em projeto de pavimento 100% ecológico

O município de Xexéu, na região da Mata Sul do estado, terá o primeiro quilômetro de pavimento 100% ecológico do Brasil e da América Latina.

O Convênio de Cooperação Técnica foi assinado no dia 27 de setembro entre a Universidade de Pernambuco (UPE), o grupo DP (representado pela Concretta Tecnologia e Pavimentação) e a prefeitura do município, com a interveniência da Associação Comercial de Pernambuco (ACP).

À base de bioenzimas, o pavimento tem propriedades inovadoras e ecologicamente sustentáveis, com alta durabilidade, resistência aos esforços mecânicos e ampla versatilidade em sua aplicação.

Pesquisadora da Escola Politécnica de Pernambuco (Poli/UPE) e doutora em engenharia civil, Márcia Macedo explicou o projeto à reportagem da TV Pernambuco.