UPE aprova criação de curso de especialização em Engenharia Urbana que será oferecido pela Poli

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade de Pernambuco aprovou a criação do curso de especialização em Engenharia Urbana, que será oferecido pela Escola Politécnica de Pernambuco (Poli/UPE) no Campus Benfica.

O curso será uma especialização lato sensu, com duração de um ano (360 horas), coordenado pela Poli/UPE e realizado no modelo híbrido (aulas remotas e atividades presenciais nos polos regionais). O programa contemplará disciplinas tanto de áreas técnicas como de formas de gestão. 

A oferta deste curso pela Poli/UPE tem o apoio do governo do estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sdec). A Universidade de Pernambuco é vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

A ideia é qualificar engenheiros do setor público nos municípios pernambucanos, promovendo um movimento interno de resgate do protagonismo do setor na geração de riquezas, na criação de empregos formais e no desenvolvimento socioeconômico das cidades.

No dia 25 de fevereiro, o reitor da UPE, Pedro Falcão, e o diretor da Poli, José Roberto Cavalcanti, foram recebidos pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Julio, para tratar da formalização deste novo curso de especialização a ser ofertado para profissionais em todo o estado. 

O setor da construção civil é responsável por aproximadamente 10% do Produto Interno Bruto do Brasil e está presente em pelo menos 50% dos investimentos realizados em Pernambuco nos últimos 10 anos. 

A criação de uma especialização nesta área reforça o papel da UPE como agente transformador de realidades sociais e econômicas no estado.